XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

MORTE ENCEFÁLICA OCASIONADA POR MEDULOBLASTOMA EM LACTENTE

Objetivo

Relatar caso de lactente com meduloblastoma resultando em morte encefálica.

Materiais e Métodos/Casuística

Foram coletados dados do prontuário e dos exames da lactente sob autorização da equipe médica e da progenitora. Foram seguidas as recomendações do comitê de ética em pesquisa, assegurando o sigilo dos dados coletados, os direitos e a dignidade dos indivíduos e a utilização das informações apenas para fins científicos, preservando o anonimato da paciente.

Resultados

Lactente, 7 meses, feminina, foi encaminhada para hospital de referência, pois progenitora percebeu aumento do perímetro cefálico e adinamia, negava episódios convulsivos. O exame físico inicial mostrou estado geral comprometido, desnutrição grave, fontanela anterior abaulada, bem como afastamento das suturas cranianas, presença de circulação venosa visível e macrocefalia. Solicitou-se, inicialmente, Tomografia de crânio, que mostrou grande massa intracerebral associado à hidrocefalia, sendo solicitada Ressonância Magnética de Crânio. Paciente evoluiu com sonolência e vômito. Realizou-se colocação de derivação Ventrículo-peritoneal e, posteriormente, neurocirurgia para ressecção de tumor. No intraoperatório, o tumor apresentava consistência amolecida, estendendo-se da base do crânio até região temporo-parietal, cruzando a linha média cerebral. Houve grande perda sanguínea, além de parada cardiorrespiratória, necessitando de manobras de reanimação em centro cirúrgico. Foi realizada completa exérese do tumor, cujo anatomopatológico mostrou resultado compatível com Meduloblastoma. Paciente evoluiu com Morte Encefálica em UTI.

Discussão e Conclusões

Meduloblastoma é um tumor embrionário maligno invasivo e o tumor de fossa posterior mais comum na faixa etária pediátrica. O diagnóstico, o prognóstico e o tratamento são hoje dependentes do perfil genético e características histopatológicas. Pacientes com meduloblastoma geralmente têm mau prognóstico e alta mortalidade. A cirurgia é o principal tratamento. Casos de meduloblastoma demandam certa urgência por necessitarem de exames de imagens precisos que possibilitem a intervenção cirúrgica devido ao alto índice mitótico tumoral. Como a sintomatologia geralmente é inespecífica, o desafio diagnóstico pode ser grande já que a confirmação é feita pela análise histopatológica após a ressecção cirúrgica. O prognóstico é avaliado de acordo com a faixa etária, quantidade de tumor restante após a cirurgia e a incidência de metástase.

Referências bibliográficas

Palavras Chaves

meduloblastoma, morte encefálica, neoplasia.

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

Unifor - Ceara - Brasil

Autores

Marina Isidório Cruz Macêdo, Ana Vitória Gabriel Diógenes, Ana Beatriz de Souza Moura, Arthur Antunes Coimbra Pinheiro Pacífico, Bianca Salles Locarno, Lívia Barreto de Araújo Galvão, Vivian Maria Ribeiro Mota, Amália Maria Porto Lustosa