XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Cistos extradurais com compressão medular: relato de caso

Objetivo

Relatar caso de paciente com múltiplos cistos intraespinais extradurais com efeito medular compressivo, resultando em importante deficit motor e sensitivo, com recuperação rápida
e completa após abordagem cirúrgica.

Materiais e Métodos/Casuística

Revisão de prontuário e de literatura.

Resultados

Paciente feminino, 15 anos, com história de algia sem fator causal em transição cervico-torácica, parestesia em membros inferiores e paraparesia progressisiva há um ano, com evolução para paraplegia. Ao exame neurológico constatou-se força grau cinco em membros superiores, grau um em membros inferiores, com sinais de liberação piramidal, além de hipoestesia multimodal, com nível sensitivo em quarta vértebra torácica (T4). Em análise de ressonância magnética foi evidenciado cistos extradurais em todo neuro-eixo, com compressão medular desde a terceira e a sexta vértebras torácicas (T3 a T6). Devido quadro, foi programado inicialmente laminotomia de T3 a T6, com exérese das lesões extradurais, correção do defeito dural e fixação com placa-parafuso. O diagnóstico histopatológico foi cisto aracnoideo. A paciente evoluiu com melhora completa da marcha após uma semana. Contudo, em quarenta dias de pós-operatório, ocorreu recidiva da paraparesia e evidência de novas formações císticas. Assim, optou-se pela implantação de derivação cisto-peritoneal. Por duas vezes em três meses, ocorreu migração do cateter e retorno parcial dos sintomas. Por fim, a mesma evoluiu com infecção em ferida operatória, sendo necessário a retirada da derivação. Ainda, no mesmo ato cirúrgico foi realizado fenestrações em cistos residuais. Dessa maneira, após quinta abordagem, finalmente houve melhora completa dos sintomas, sem remissões. Vale ressaltar que, durante os últimos cinco anos de acompanhamento ambulatorial, o quadro clínico permaneceu estável.

Discussão e Conclusões

Considera-se que os cistos arcanoideos não-traumáticos são decorrentes de um defeito congênito. Os mesmos são descritos como causas raras de compressão medular, na maioria únicos e assintomáticos. A intervenção cirúrgica visa a descompressão e fechamento da comunicação com o espaço subaracnóideo. O caso se destaca pela atipia, que mesmo com deficit motor e sensitivo de longa data, várias intervenções e complicações, houve ótima evolução clínica.

Referências bibliográficas

Thoracolumbar extradural arachnoid cyst: a study of 14 consecutive cases, Oh Jk et al. Acta Neurochir; 2012 Feb.
Surgical strategy for mutiple huge spinal extradural meningeal cysts. Case report, Samuka K et al. J Neurosurg; 2007 Oct.
Multiple spinal extradural cysts causing progressive paraparesia: case report and review of literature, Silva et al. arq. bras. neurocir; mar. 2012.

Palavras Chaves

Cisto arcanoideo, cisto extradural, cisto congênito.

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

HGG - Goias - Brasil

Autores

POLIANA DE OLIVEIRA CASTRO, NAYARA MATOS PEREIRA, SEBASTIAO BERQUO PELEJA, CILMÁRIA LEITE FRANCO, PAULO RONALDO JUBÉ RIBEIRO