XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Estudo sobre a eficácia e os prognósticos das cirurgias intrauterinas para a melhora dos sintomas futuros da mielomeningocele: Uma Revisão Sistemática

Objetivo

Analisar os efeitos e o futuro da cirurgia endoscópica intrauterina no tratamento da mielomeningocele e comparar as diferentes técnicas.

Materiais e Métodos/Casuística

studo de revisão sistemático, abordagem qualitativo-quantitativa. Estudos que explanaram sobre a cirurgia fetal endoscópica e aberta visando analisar essas técnicas e o futuro delas. Foi realizada uma busca no banco de dados do Pubmed-Ncbi com as seguintes combinações: ‘’myelomeningocele intrauterine treatment”, ‘’myelomeningocele fetoscopicy surgery”,’’myelomeningocele open surgery repair’’. Nesse contexto foram selecionados 6 estudos podendo ser transversais, ensaio clínico e coorte.Estudos feitos em animais foram excluídos e os que não fossem deses tipos.

Resultados

Tanto a fetoscopia como a cirurgia aberta demonstram bons resultados no tocante a diminuição de herniação cerebral e melhora do desenvolvimento neurológico do feto. A cirurgia aberta apresentou altas taxas de hematomas e seromas na incisura abdominal, além de deiscência da sutura. Ambas as técnicas apresentaram altas taxas de prematuridade dos partos.

Discussão e Conclusões

A cirurgia via fetoscópica possivelmente possui mais vantagens, porém ainda apresenta muitas falhas. É preciso entender que o sucesso de uma cirurgia de mielomeningocele depende de vários outros aspectos como localização anatômica e de características da gestante. Outro aspecto a ser destacado é que ainda há muito que evoluir , haja vista a complexidade dessa doença.

Referências bibliográficas

1. Adzick NS, Thom EA, Spong CY, et al; MOMS Investigators. A randomized trial of prenatal versus postnatal repair of myelomeningocele. N Engl J Med 2011;364:993-1004.
2.Verbeek RJ, Heep A, Maurits NM, et al. Fetal endoscopic myelomeningocele closure pre- serves segmental neurological function. Dev Med Child Neurol 2012;54:15-22.
3.Kohl T. Percutaneous minimally invasive fetoscopic surgery for spina bifida aperta. Part I: surgical technique and perioperative outcome. Ultrasound Obstet Gynecol 2014;44:515-24.
4. Degenhardt J, Schürg R, Winarno A, et al. Percutaneous minimal-access fetoscopic sur- gery for spina bifida aperta. Part II: maternal management and outcome. Ultrasound Obstet Gynecol 2014;44:525-31.
5.Pedreira DAL, Zanon N, De Sá RAM, Acacio GL, Ogeda E, Belem TMLOU, et al. Fetoscopic single-layer repair of open spina bifida using a cellulose patch: Preliminary clinical experience. J Matern Neonatal Med. 2014;27(16):1613–9.
6.Winder FM, Vonzun L, Meuli M, et al. Maternal complications following open fetal myelomeningocele repair at the Zurich Center for fetal diagnosis and therapy. Fetal Diagn Ther. 2018:1-6

Palavras Chaves

MIELOMENINGOCELE, FETAL SURGERY, ENDOSCOPIC SURGERY

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

PUCPR - Parana - Brasil

Autores

ANDRE LUIZ CARVALHO FERREIRA ANDRE LUIZ C.FERREIR