XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

RESOLUÇÃO ESPONTÂNEA DE ESCAFOCEFALIA: UM RELATO DE CASO

Objetivo

Relatar caso de menor atendida no Hospital Pequeno Príncipe em Curitiba - PR, com quadro clínico e radiológico compatíveis com cranioestenose do tipo escafocefalia que apresentou melhora espontânea em sua evolução, não sendo necessário realização de tratamento cirúrgico.

Materiais e Métodos/Casuística

Descrição do caso clínico e apresentação de imagem radiológica

Trabalho será avaliado pela comissão de ética em pesquisa da instituição.

Resultados

A menor portadora de escafocefalia evoluiu com progressiva melhora da conformação craniana, estando em acompanhamento neurocirúrgico até a presente data, sem alterações no exame neurológico.

Discussão e Conclusões

O diagnóstico da escafocefalia é baseado em crítérios clínicos, que evidenciam alongamento do crânio no sentido ântero-posterior, com restrição da expansão látero-lateral e presença de bossa frontal. Radiologicamente apresenta estenose parcial ou total da sutura sagital.
Evidenciamos neste caso melhora radiológica e clínica da deformidade craniana, em evolução para conformação craniana normal.
É importante a documentação radiológica da doença, bem como acompanhamento neurocirúrgico regular no tratamento das deformidades craniofaciais.

Referências bibliográficas

Palavras Chaves

cranioestenose, escafocefalia, cirurgia craniofacial

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

HOSPITAL PEQUENO PRÍNCIPE - Parana - Brasil

Autores

ADRIANO KEIJIRO MAEDA, LUANA BANDEIRA ROCHA, CARLOS ALBERTO MATTOZO, AMANDA HERNANDEZ MARQUES, BRUNO HENRIQUE DALLO GALLO