XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Tumores do plexo coroide em crianças: resultados cirúrgicos.

Objetivo

Tumores do plexo coroide são raros em crianças. Essas lesões podem ser muito sangrativas e próximas a estruturas extremamente importantes, tornando a completa ressecção cirúrgica um desafio, especialmente em crianças pequenas. O propósito foi revisar os resultados cirúrgicos.

Materiais e Métodos/Casuística

470 pacientes, abaixo de 18 anos de idade, receberam tratamento cirúrgico para tumor intracraniano entre os anos de 1996 e 2017 e 21 (4,5%) desses casos foram tumores de plexo coroide. Os dados foram coletados de forma prospective e revisados através do nosso banco de dados de tumores cerebrais. Todos os tumores foram operados pelo autor principal (JWJB).

Resultados

Foram operados 11 meninos e 10 meninas com idade ente 1 mês e 7 anos com media de 25 meses. A apresentação mais frequente foi hipertensáo intracraniana em 19 pacientes (90 %) com hidrocefalia em16 (76%), deficit focal em 14 (48%) e crises convulsivas em 1 (5%). A localização do tumor foi no ventrículo lateral em 17 casos (80%) (11 no átrio e 6 no corno occipital) , 2 casos (10%) no terceiro ventrículo e 2 casos no quarto ventrículo(10%). A histopatologia mostrou carcinoma em 47% (n=10), papiloma em 43% (n=9) e papiloma atípico em 11%(n=2). A ressecção total foi obtida em 89% (n=17) e parcial em 10%(n=2). A ressecção total foi possível em todos os pacientes com papilloma e 60% dos casos de carcinoma. Tratamento definitivo para hidrocefalia após a retirada do tumor foi necessário em 49% (10/21) dos pacientes com hidrocefalia (9 DVP e 1 TVE). Não houve mortalidade cirúrgica. Não houve recorrência nos casos de em que o AP foi papiloma.

Discussão e Conclusões

Embora os tumores do plexo coroide sejam geralmente muito grandes, altamente vascularizados e occorram em crianças pequenas o tratamento cirúrgico com ressecção completa pode ser obtido na imensa maioria dos casos e com baixa mortalidade. Papiloma do plexo coroide é um doença curável exclusivamente com cirurgia.

Referências bibliográficas

Palavras Chaves

plexo coroide, tumores, carcinoma, papiloma

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) - Rio Grande do Sul - Brasil

Autores

Marcelo Zimerman Bizzi, Letícia Zimerman Bizzi, André Bedin, Jorge W.J. Bizzi