XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Tratamento cirúrgico de meningocele sacral anterior através de plicatura em paciente com constipação crônica: relato de caso.

Objetivo

Demonstrar uma rara alternativa cirúrgica para tratamento de meningocele sacral anterior através de plicatura das paredes da lesão e redução de seu volume.

Materiais e Métodos/Casuística

Paciente de 7 anos, sexo feminino, com passado de cirurgia para meningocele sacral posterior no primeiro dia de vida. Exames radiológicos revelam agenesia de parte do sacro e coleção hipointensa em T2 na região sacral anterior sugestiva de meningocele.  Inicialmente foi considerada a hipótese de síndrome de Currarino embora não encontramos outras anormalidades. Durante o follow-up foi observado aumento considerável do volume da meningocele, compressão do reto distal e progressiva constipação, trazendo inclusive sintomas psicossomáticos associados.  Avaliação multiprofissional e fisioterapia urogenital não resultaram em melhora clínica sendo indicado o tratamento cirúrgico.

Resultados

Paciente foi operada em decúbito ventral e anestesia geral. Reaberta incisão dorsal com dissecção e identificação da comunicação do saco dural com a cavidade da meningocele. Com auxilio de microscopia esvaziamos o conteúdo líquido da lesão e aproximamos as paredes da meningocele.  Vários pontos de aproximação entre as paredes foram confeccionados com fios de nylon 4-0, reduzindo as dimensões do disrafismo e ocluindo a comunicação deste com o espaço subaracnóideo.  Após 2 semanas notamos melhora dramática das evacuações e do comportamento da criança. Ressonância de controle evidencia cavidade reduzida da meningocele com nítida descompressão da região anorretal.

Discussão e Conclusões

Existem múltiplas abordagens cirúrgicas utilizadas para tratar meningoceles e massas pré-sacrais. A mais comum é a abordagem combinada anterior-posterior em duas etapas. Nesse caso, ocorre o risco de perfuração anorretal, levando à infecção e alta morbidade em decorrência da perda sanguínea, tempo de operação e tempo de internação. Dessa forma, no caso em questão, optamos pof abordagem por via posterior em etapa única, com esvaziamento do conteúdo líquido da lesão e plicaturas para a redução do volume da meningocele, evidenciando uma alternativa cirúrgica segura, apesar de pouco comum. Por fim, independente da forma de tratamento, a detecção precoce da lesão e a abordagem multidisciplinar são essenciais para o preparo desses pacientes e a correta reabilitação de suas funções.

Referências bibliográficas

Chakhalian D, Gunasekaran A, Gandhi G, Bradley L, Mizell J, Kazemi N. Multidisciplinary surgical treatment of presacral meningocele and teratoma in an adult with Currarino triad. Surg Neurol Int 2017;8:77.

Serratrice N, et al. Multiple neurosurgical treatments for different members of the same family with Currarino syndrome. Neurochirurgie (2017),https://doi.org/10.1016/j.neuchi.2018.01.009

Palavras Chaves

constipação instestinal; meningocele; Neurocirurgia

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

HUOL - UFRN - Rio Grande do Norte - Brasil, Instituto Santos Dumont - Rio Grande do Norte - Brasil

Autores

Angelo Silva Neto, Fábio Barros Da Silva, Damácio Soares Paiva, Thiago Bezerra Barbosa Dos Santos