XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Diagnósticos de enfermagem e intervenções no pós-operatório imediato e mediato de crianças submetidas a cirurgia para tratamento de craniossinostose

Objetivo

O objetivo deste estudo foi apresentar os principais diagnósticos de enfermagem e relacionar as intervenções de enfermagem, além de identificar as características definidoras, bem como os fatores relacionados e de risco de crianças no pós-operatório imediato e mediato no tratamento da craniossinostose.

Materiais e Métodos/Casuística

É um estudo exploratório e retrospectivo desenvolvido por meio de avaliação dos registros de enfermagem constantes em 17 prontuários de pacientes submetidos ao tratamento da craniossinostose no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2018.

Resultados

Após a identificação dos problemas, procedeu-se a identificação de 10 diagnósticos de enfermagem que obtiveram uma frequência igual ou maior que 50%, segundo a Taxonomia II da North American Nursing Diagnosis Association (NANDA) no período pós operatório imediato e mediato: dor aguda, integridade da pele prejudicada, hipertermia, náusea, risco de infecção, risco de quedas, mobilidade física prejudicada, risco de constipação, risco de sangramento e nutrição desequilibrada. E, por fim, foi proposto intervenções de Enfermagem, segundo a classificação da Nursing Interventions Classification (NIC) para esses diagnósticos.

Discussão e Conclusões

O diagnóstico de enfermagem e as intervenções, quando interligados, permitem melhor solução para os problemas levantados, e permite um direcionamento da assistência de enfermagem e subsidia a equipe nas intervenções fundamentadas e adequadas às necessidades individuais apresentadas por esses pacientes submetidos ao tratamento da craniossinostose.

Referências bibliográficas

1.Garcia TR, Nóbrega MML. Processo de enfermagem e os sistemas de classificação dos elementos da prática profissional: instrumentos metodológicos e tecnológicos do cuidar. In: Santos I, Figueiredo NMA, Padilha MICS, Cupello AJ, Souza SROS, Machado WCA, organizadoras. Enfermagem assistencial no ambiente hospitalar: realidade, questões, soluções. São Paulo: Atheneu; 2004. p. 37-63. (Série Atualização em enfermagem, 2).
2.North American Nursing Diagnosis Association. Diagnósticos de enfermagem da NANDA: definições e classificação 2007-2008. Porto Alegre: Artmed; 2008.
3.Renier D, Arnaud E, Marchac D. Craniostenoses: Introduction. Neurochirurgie 2006; (52):149-150.

Palavras Chaves

Diagnóstico de enfermagem; Cuidados pós-operatórios; Craniossinostose

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

HOSPITAL SARAH - Distrito Federal - Brasil

Autores

Carolina Teixeira de Queiroz Pires