XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

A neuroendoscopia no tratamento da hidrocefalia multisseptada: uma revisão bibliográfica

Objetivo

Relatar a formação de septos ventriculares em pacientes com hidrocefalia e o uso da terapêutica endoscópica como método atualizado de escolha.

Materiais e Métodos/Casuística

Trata-se de um estudo de revisão da literatura realizada no período de 2014, com base na seguinte pergunta norteadora: qual é a terapêutica mais atual e que provoca menos complicações utilizada na hidrocefalia multisseptada?. A pesquisa foi realizada inicialmente com a procura do descritor hidrocefalia obstrutiva no DescBVS. Logo após a obtenção do mesmo, o foi pesquisado no Portal Regional BVS e aplicado 9 filtros, a fim de obter um número viável de artigos a serem utilizados na íntegra.

Resultados

A hidrocefalia multisseptada é uma condição onde se formam septações no interior do sistema ventricular e/ou obstrução dos forames de Monro, aqueduto e abertura do quarto ventrículo. Esta condição pode ocorrer associada a um quadro infeccioso ventricular precedido ou não de hemorragia ventricular, ocorrendo mais comumente no primeiro ano de vida. Pode ainda estar associado a aracnoidite ou obstrução das granulações aracnoideas, logo, devido ao comprometimento da circulação liquórica subaracnóidea e da absorção, a maioria dos pacientes podem precisar de uma derivação ventriculoperitoneal (DVP). Tendo em vista o aumento da incidência de complicações tanto mecânicas quanto infecciosas com os procedimentos antigamente utilizados, foi desenvolvido o tratamento endoscópico. Este tem o objetivo de abrir os septos; uma vez que todas as cavidades estejam em comunicação, um sistema único de DVP pode ser suficiente para que ocorra a drenagem liquórica. Esta técnica aumenta com significância o número absoluto de doentes com hidrocefalia tratados e livres de shunt e pode ser usada em paciente pediátricos com idade inferior a 2 anos e até mesmo em recém-nascidos.

Discussão e Conclusões

A neuroendoscopia é uma técnica moderna que deve ser amplamente utilizada para melhores resultados na terapia da hidrocefalia multisseptada.

Referências bibliográficas

SALVADOR, S. F., et al. Endoscopic third ventriculostomy in the management of hydrocephalus: Outcome analysis of 168 consecutive procedures. Clinical Neurology and Neurosurgery 126, 2014.
GIANNETTI, A. V. Neuroendoscopia. Revista Brasileira de Neurologia e Psiquiatria. 2014 Maio/Ago.

Palavras Chaves

neuroendoscopia; hidrocefalia multisseptada; septos ventriculares.

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

Faculdade Santa Maria - Paraiba - Brasil

Autores

Mariane Estevão Teixeira, Rízia Ferreira Cavalcante, Luanna Ferreira Cavalcante, Kayo Fernandes Florencio, Ayli Micaelly Silva, Ayana Formiga Cartaxo, Ayslane Patricia Macedo, Rafael Pires Pereira, Rodolfo Lucas Pinheiro