XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Validação externa do escore de sucesso da terceiroventriculostomia endoscópica a longo prazo em crianças

Objetivo

O objetivo desse estudo foi avaliar a acurácia do sistema de pontuação ETVSS( EndoscopicThird Ventriculostomy Success Score) em prever o sucesso da terceiroventriculostomia endoscópica (TVE) em até um ano após.

Materiais e Métodos/Casuística

Foram estudados retrospectivamente os prontuários das crianças submetidas a primeira TVE em mesma instituição brasileira entre 1996 à 2016. Comparou-se a probabilidade do sucesso estimado pelo ETVSS com o sucesso real obtido nos primeiros seis e doze meses após a TVE.
Como critérios de sucesso considerou-se o controle da hipertensão intracraniana, remissão dos sintomas e a melhora radiológica caracterizada pelo reaparecimento de sulcos e giros e a regressão da transudação transependimária em detrimento da redução volumétrica dos ventrículos laterais.
Como falhas, separou-se entre as que ocorreram no período intraoperatório, com a impossibilidade de se consluir a TVE ou as do período pós operatório, com o não funcionamento da TVE.
Para análise estatística, Utilizou-se o software SPSS ( StatisticalPackage for the Social Science) e adotou--se a significância estatística de 5%.

Resultados

Nesse período foram avaliadas 313 crianças. As etiologias mais frequentes foram a Estenose aquedutal ( 45%), Chiari tipo II ( 15,3%) e os tumores não tectais ( 20,8%). A taxa global de sucesso foi de 73,2% nos primeiros 6 meses após o procedimento e de 65,2% com 1 ano. A área da curva ROC foi significante nos primeiros seis ( 0,660 ) e doze meses ( 0,668 )e indicou boa sensibilidade do ETVSS para predizer o sucesso.

Discussão e Conclusões

O sistema de pontuação ETV success score, criado por Kulkarni et al , foi validado na América do norte como instrumento para predizer o sucesso nos primeiros 6 meses após a terceiroventriculostomia endoscópica e auxiliar na tomada de decisão dos neurocirurgiões pediátricos [ 1,2 ].
A despeito do sucesso real da TVE ter reduzido de 74% após 6 meses para 66,7% com 12 meses. Manteve-se a correlação estatística com o índice previsto pela ETVSS . Além disso, observou-se que o sucesso nos primeiros seis meses foi subestimado por esse escore.

Portanto, o ETV Success Score mostrou-se confiável como preditor do sucesso da terceiroventriculostomia endoscópica também a longo prazo.

Referências bibliográficas

1 Kulkarni A V, Riva-cambrin J, Holubkov R, Browd SR, Cochrane DD, Drake JM, et al. Endoscopic third ventriculostomy in children: prospective, multicenter results from the Hydrocephalus Clinical Research Network. J Neurosurg Pediatr. 2016.
2 Stovell MG, Zakaria R, Ellenbogen JR, Gallagher MJ, Jenkinson MD, Hayhurst C, et al. Long-term follow-up of endoscopic third ventriculostomy performed in the pediatric population. J Neurosurg Pediatr . 2016

Palavras Chaves

Hidrocefalia; Terceiroventriculostomia endoscópica; Neuroendoscopia.

Área

Neurocirurgia Pediátrica

Instituições

Biocor Instituto - Minas Gerais - Brasil, Hospital Vila da Serra - Minas Gerais - Brasil

Autores

Leopoldo Mandic Ferreira Furtado, José Aloysio da Costa Val Filho, Eustáquio Claret dos santos Júnior