XIII Congresso Brasileiro de Neurocirurgia Pediátrica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Manifestações Clínicas Da Síndrome Do Bebê Sacudido

Objetivo

Esta pesquisa busca investigar o quadro clínico presente na Síndrome do Bebê Sacudido.

Materiais e Métodos/Casuística

A metodologia utilizada foi uma revisão integrativa através das bases de dados MEDLINE, LILACS, e biblioteca SCIELO usando os descritores: Síndrome do Bebê Sacudido, sinais e sintomas, Traumatismos Craniocerebrais. Localizou-se 228 arquivos utilizando os filtros de temporalidade referentes aos anos de 2008 a 2018, idioma português e inglês, textos disponíveis na íntegra, pesquisas em humanos e apenas no Brasil, com isso, foram escolhidos apenas 7 arquivos para a produção do presente estudo.

Resultados

Existem certos fatores anatômicos que tornam as crianças particularmente vulneráveis a lesões causadas pela aceleração – desaceleração A cabeça dos bebês é grande em comparação com o resto do corpo e durante os primeiros anos de vida não tem apoio adequado, pois os músculos da área do pescoço ainda são fracos e imaturos. O quadro clínico depende da existência de trauma contuso ou decorrente da movimentação exagerada e repetida da cabeça. Em muitas ocasiões, se o trauma não for muito acentuado, os sintomas podem ser inespecíficos, como irritabilidade, choro permanente, inapetência e sonolência. Nos casos mais graves poderá haver convulsões e distúrbios neurológicos maiores como o estado de coma e parada respiratória. A SBS é de fato uma forma de abuso infantil que apresenta uma tríade de sinais que o caracteriza, sendo eles: hematoma subdural, hemorragia na retina e edema cerebral. No entanto, nem todas as vítimas apresentam esses sinais e sintomas, existindo um pool de outras consequências, tais como: infecção das vias respiratórias superiores, vômitos incoercíveis, diarreia, diminuição do apetite, letargia, apneia. Quando há o impacto da cabeça do bebê contra algum objeto, podem ocorrer ferimentos adicionais.

Discussão e Conclusões

Fica evidente que a SBS se tornou um problema de saúde pública de grande importância, mas que muitas vezes passa despercebido pela equipe multiprofissional de saúde. Neste sentido, é necessário que os profissionais de saúde atentem para os sinais e sintomas que a criança possui e determinem se as lesões correspondem à história relatada pelos pais ou outros cuidadores. Além disso, a Associação Americana de Pediatria indica que os médicos, especialmente os pediatras, obtenham um histórico cuidadoso da criança atendida, buscando identificar fatores de risco e proteção presentes na família.

Referências bibliográficas

Palavras Chaves

Síndrome do Bebê Sacudido; sinais e sintomas; Traumatismos Craniocerebrais.

Área

Áreas Afins

Instituições

FACULDADE SANTA MARIA - Paraiba - Brasil

Autores

AYLI MICAELLY DA SILVA, AYANA CARTAXO FORMIGA, AYSLANE PATRÍCIA NASCIMENTO DE MACEDO, MARIANE ESTEVÃO DE SOUSA LIMA TEIXEIRA, RÍZIA FERREIRA IVO CAVALCANTE, ALMI SOARES CAVALCANTE, CLÁUDIO MATIAS BARROS JÚNIOR, MARIA GISLAINE MAYANE VIEIRA, LEYDE JÉNIFER DIAS UCHÔA, MARÍLIA MILLENA REMÍGIO DA COSTA, ANTONIO VITURIANO DE ABREU NETO, ARLON SILVA ALENCAR, RAFAEL PIRES PEREIRA, ERICKA LARISSA ALVES, GERMANA FILGUEIRA ALCINDO FEITOSA